Como cuidar de um cachorro filhote

Como cuidar de um cachorro filhote

0 Comments
filhote com brinquedos

Um filhote de cachorro em casa não é apenas uma grande alegria, mas também muitos problemas. Para que ele cresça e se torne um cão saudável e feliz, ele deve ser bem cuidado desde o início. Para criadores de cães experientes, isso não será difícil, mas para aqueles que decidiram ter um animal de estimação pela primeira vez, vale a pena estudar as regras básicas para cuidar de um filhote.

Fornecer segurança

Antes de levar um filhote para casa, você deve fornecer algumas medidas de segurança para que ele não se machuque:

  • Esconda todos os fios elétricos, porque o animal de estimação estudará o mundo ao seu redor, inclusive com a ajuda dos dentes;
  • Remova objetos mais altos que o filhote possa derrubar ou derrubar;
  • Esconder garrafas com produtos químicos domésticos;
  • Torne a lixeira indisponível para ele ou compre um tanque pesado e alto.

Se necessário, você pode até envolver parte da casa com uma partição para que o filhote possa se mover apenas pela área segura.

Prepare lugares para dormir e comer

O local para dormir deve ser macio e confortável. É melhor colocá-lo onde o chão é fácil de limpar, porque, a princípio, o filhote não terá tempo para ir ao banheiro na rua. Além disso, não deve haver rascunhos neste local para que o animal não fique doente.

Pequinês filhote
Pequinês filhote

O filhote precisará de duas tigelas: para comida e água. Os de metal são mais adequados, pois não quebram e são fáceis de limpar. Aprenda mais sobre tigelas para seus amigos. Para não estragar a postura do cão, é melhor instalar as tigelas em um suporte especial com altura ajustável. As tigelas devem ser colocados no nível do cotovelo do animal de estimação. Alimente-o sempre no mesmo lugar onde ninguém o incomodará: por exemplo, no canto da cozinha ou no corredor, mas não na entrada da casa.

Como escolher brinquedos

Os filhotes crescem e se desenvolvem, estão cheios de energia e é melhor enviá-lo na direção certa para que móveis, sapatos e outros itens não destinados a jogos sofram. Para evitar surpresas desagradáveis, vale a pena comprar mais brinquedos para um animal de estimação.

O principal é que eles são seguros: em particular, para que não possam ser mordidos por pequenas peças que podem ser sufocadas. Alguns animais ficam encantados com brinquedos estridente, mas esteja preparado para limpar esses itens todas as noites onde o filhote não os conseguir. Devido à sua idade, ele ainda não entende por que é impossível brincar e fazer barulho à noite.

Brinquedos para filhotes não são apenas jogos divertidos. Antes de tudo, com sua ajuda, eles aprendem o mundo: aprendem os métodos de proteção e caça. Além disso, alguns tipos de brinquedos contribuem para o desenvolvimento dos dentes do animal e, é claro, apoiam sua atividade física. Que tipo de brinquedos são necessários para um filhote?

Hoje, nas lojas de animais, é apresentada uma enorme variedade de todos os tipos de brinquedos para animais de estimação. Existem divertimentos comestíveis macios e duros. No entanto, nem todos os brinquedos são úteis para o filhote, e alguns podem até ser perigosos.

Por que precisamos de brinquedos?

Entretenimento para animais de estimação

Se o filhote for deixado sozinho no apartamento, os brinquedos são uma ótima maneira de passar o tempo na ausência do proprietário.

Quando os dentes estão sendo cortados


Uma das razões pelas quais um filhote de cachorro mastiga as pernas dos móveis e os sapatos dos proprietários é porque eles cortaram os dentes. Esse processo ocorre com 3 a 7 meses de idade e é acompanhado por sensações desagradáveis, das quais o filhote está tentando se livrar. Por esse motivo, ele roe objetos não destinados a isso. Mastigar brinquedos ajudará a satisfazer a necessidade e ao mesmo tempo desmamar o animal de estimação de um mau hábito.

Jogos ativos


Filhote saudável – um filhote ativo. Se sua energia não for direcionada para jogos, será direcionada para a destruição do apartamento. Brincar com uma bola ou um frisbee ajudará o filhote a desperdiçar energia.

Reaproximação

A melhor maneira de entrar em contato com seu animal de estimação é jogar com ele. O passatempo conjunto aproxima o dono e o cachorro.

É aconselhável comprar brinquedos para o filhote antes que um novo membro da família apareça na casa. Tente escolher um par de entretenimento diversificado para o cão. Assim, você pode aumentar as chances de um dos brinquedos agradar definitivamente o animal.

Que tipo de brinquedos existem?

Brinquedos para mastigar


O tipo de entretenimento mais popular para os mais pequenos. Estes brinquedos para cachorros são feitos de borracha ou borracha. Se um animal de estimação roer a perna de uma cadeira ou mesa, provavelmente ele precisará de um chiclete. Ela não machucará a mandíbula do animal e ajudará a formar a mordida correta. Além disso, há um bônus valioso: esse brinquedo ajudará a distrair o cão dos móveis.

Brinquedos macios

Os brinquedos de tecido com um squeaker dentro também são uma opção bastante popular para entretenimento. Eles certamente vão gostar de um filhote de cachorro que já conseguiu experimentar meias ou chinelos de limpeza.

Maltês brincando
Maltês brincando

Balls and Frisbee


Ball – um ótimo brinquedo para filhotes ativos que precisam de atividade física. O principal é escolher o modelo certo da variedade de produtos para animais. Por exemplo, bolas especiais são oferecidas para caminhadas na rua, em casa e até para nadar.

Cordas


Muitos filhotes adoram se apegar a um objeto em particular e puxá-lo com todas as suas forças. Acontece um tipo de cabo de guerra. Especialmente para esses animais de estimação, em muitas lojas de animais de estimação, é apresentada uma ampla variedade de cordas para todos os gostos. Deve-se lembrar que esses jogos são relevantes apenas para um filhote adulto que já tem uma mordida e mudou todos os dentes. Portanto, as cordas são adequadas para cães com mais de um ano.

Brinquedos com um segredo


Esse tipo inclui brinquedos dentro dos quais você pode ocultar um deleite. Eles ajudam no desenvolvimento das habilidades mentais do cão e podem interessar o animal por um longo tempo.

Presentes e Ossos


Um brinquedo clássico para treinar um filhote de cachorro. As guloseimas também têm outra vantagem: ajudam a limpar os dentes do animal da placa bacteriana e evitam o aparecimento de tártaro.

Para escolher um brinquedo que seu filhote irá gostar, é importante lembrar algumas regras:

Regra 1. Seja guiado pelos interesses do filhote de cachorro


Preste atenção em suas atividades e temperamento favoritos. O filhote de cachorro gosta de mordiscar ou prefere atividades ao ar livre? Lembre-se disso.

Regra 2. Lembre-se de segurança:


não é necessário comprar brinquedos baratos. Na busca de um preço baixo, a qualidade de uma coisa é frequentemente perdida. Tintas tóxicas e pequenos detalhes podem causar grandes problemas ao cão. Além disso, é importante prestar atenção à qualidade do material a partir do qual o produto é fabricado. Borracha ruim e pelúcia ressaltando os fios – todo esse filhote pode rachar e engolir facilmente, e isso pode terminar mal.

Regra 3. Separe os brinquedos para a casa e para a rua.

Na caminhada, o cão deve, antes de tudo, se mover. Frisbee e bolas são perfeitas para isso. Mas para o lar, você pode escolher opções para um passatempo mais relaxante: guloseimas, mastigações e brinquedos macios.

Regra 4. Não se esqueça da data de validade


: brinquedos velhos e desgastados devem ser trocados a tempo. Não espere sua destruição completa. Alguns materiais podem quebrar desde a velhice e entrar no estômago do animal.

O mesmo se aplica aos casos em que um cão está entediado com um brinquedo. Você não deve tentar despertar interesse nela, basta removê-lo e oferecer algo novo. Depois de algum tempo, você pode adquirir este brinquedo, talvez ele volte a interessar o filhote.

Brinquedos para filhotes – um ótimo entretenimento que ajuda na educação. No entanto, lembre-se de que nada, por mais interessante que pareça para um animal de estimação, pode substituir a comunicação com o proprietário.

Não exagere em caminhadas

Por um lado, o filhote precisa se mover muito, porque é um organismo em crescimento. Por outro lado, enquanto ele está crescendo, você não deve cansá-lo demais com jogos. Só é necessário levar o animal para a rua após a permissão do veterinário. A princípio, as caminhadas devem ser curtas – cerca de 60 minutos por dia, totalizando duas a quatro caminhadas. Na rua, o animal deve se comunicar com cães não agressivos, se estiver totalmente vacinado .

Escolha uma ração de qualidade

O criador deve ser questionado sobre o que alimentou o filhote e, a princípio, fornecer a mesma comida. Se desejado, os alimentos podem ser trocados, mas para isso é necessário consultar um veterinário e aguardar algumas semanas. A transição para uma nova dieta deve ser gradual, caso contrário, o filhote enfrenta dor de estômago.

Até quatro meses, o filhote deve ser alimentado três a quatro vezes ao dia e, em seguida, pode ser transferido para duas refeições por dia.

Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

Armazene os acessórios necessários

Assim que um filhote aparecer em casa, é necessário comprar meios para cuidar dele:

  • Penteie ou escove (dependendo do tipo de pelagem do cachorro);
  • Clipper;
  • Champô especial para cachorros;
  • Produtos de higiene bucal;
  • Toalha

Atenção especial deve ser dada à escolha de uma coleira : se não for selecionada corretamente, poderá causar ferimentos. É necessário comprar uma coleira com margem, não esquecendo que o cão vai crescer. Você pode pendurar um medalhão com os números de contato, caso o filhote escape ou se perca.

Como determinar o sexo do filhote?

Se não houver nenhum problema com o sexo de cães adultos, às vezes há dificuldades em determinar o sexo de filhotes recém-nascidos. Isso geralmente é experimentado por proprietários inexperientes, embora isso não seja de todo difícil.

Como determinar o sexo de um filhote recém-nascido?

pastor branco filhote
pastor branco filhote

Após o processamento do cordão umbilical e a limpeza do filhote recém-nascido, você precisa deslizar um dedo sobre o estômago. Se você encontrar um orifício para urinar diretamente ao lado do umbigo, então este é um menino; se o estômago é liso e os órgãos genitais estão localizados entre as patas traseiras, é sem dúvida uma menina.

Como determinar o sexo de um filhote de cachorro mais velho?

Determinar o sexo de um filhote crescido é muito mais fácil do que o de um recém-nascido. Os órgãos genitais masculinos estarão no estômago, mais perto das patas traseiras. Na fêmea, os órgãos genitais estão nas imediações do ânus.

Por que é importante conhecer o sexo do animal de estimação?

Primeiro de tudo, você precisa conhecer o sexo do cão para prever o possível comportamento no tempo, principalmente em relação a outros cães. Muitas vezes, os machos adultos podem não se dar bem um com o outro, enquanto se relacionam com as fêmeas com muito mais calma.Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

Principais diferenças

O sexo de um cão adulto (mais de um ano) não é difícil de determinar. O homem adulto não instruído tem características sexuais muito visíveis; além disso, ao urinar, ele levanta a pata. Na maioria das raças, os machos são maiores que as fêmeas, geralmente têm uma pelagem mais grossa e mais comprida, possuem um instinto territorial mais desenvolvido e marcam e protegem ativamente os limites de seus bens. Ao ver outros homens, eles podem mostrar agressão e começar brigas para expulsar o agressor.

As cadelas, por via de regra, têm caráter mais suave e comportam-se de maneira mais modesta. São menores e mais leves que os machos, principalmente no que diz respeito às raças acima da altura média. Eles urinam agachando-se nas patas traseiras. Ao dar à luz as fêmeas, além disso, os mamilos são claramente visíveis, é especialmente fácil discernir esse sintoma em raças nuas ou em raças com cabelos lisos.

Se você ainda tiver dúvidas, mostre o cão a um especialista – criador ou veterinário, ele determinará o sexo do filhote.

Por que um filhote precisa de comida especial?

Os filhotes crescem muito rapidamente: aos cinco meses de idade, seu peso é 80% do peso de um cão adulto. Para manter essa taxa de crescimento, os animais jovens precisam de uma quantidade significativa de energia. Eles só conseguem coletá-lo de dietas especiais, pois os alimentos caseiros podem conter quantidades insuficientes ou excessivas de nutrientes, o que leva a problemas de desenvolvimento.

Necessidades do filhote

A partir de três meses, o filhote se desenvolve muito ativamente, consumindo uma quantidade significativa de nutrientes.Seu corpo precisa de 5,8 vezes mais cálcio, 6,4 vezes mais fósforo, 4,5 vezes mais zinco que um cão adulto.

Mesmo dois meses depois, tendo ganho três quartos do peso adulto, o filhote não para. Durante esse período de sua vida, é importante que ele receba 1,2 vezes mais energia que um adulto. Portanto, alimentos preparados para cães adultos não serão capazes de satisfazer todas as suas necessidades nutricionais. Os filhotes precisam ser alimentados com alimentos especiais projetados especificamente para eles.

Os benefícios de rações prontas

O trato gastrointestinal do filhote é particularmente vulnerável nos primeiros meses de vida. Ele tem uma sensibilidade aumentada e é capaz de lidar com nem todos os alimentos.

Para evitar uma tensão desnecessária no sistema digestivo do filhote e não causar problemas de saúde, é importante fornecer a ele um alimento especialmente desenvolvido, com alto teor calórico e facilmente digerível. Os especialistas recomendam a combinação de rações secas e úmidas, pois cada uma delas tem um certo benefício. Por exemplo, o seco mantém a cavidade oral saudável, enquanto o molhado satura o corpo do animal com água.

Tais dietas contêm uma quantidade equilibrada de nutrientes necessários para o desenvolvimento normal do cão.

Ao mesmo tempo, não esqueça que um animal de estimação que recebe ração seca deve ter acesso constante à água fresca.

cachorro comendo
cachorro comendo

O dano da comida em casa

A comida caseira pode conter nutrientes em excesso e insuficientes. Por exemplo, a falta de cálcio causa claudicação, rigidez dos movimentos, constipação. A deficiência crônica leva a patologias do sistema músculo-esquelético, risco de fraturas espontâneas e perda dentária. O excesso de cálcio leva a uma desaceleração do crescimento, uma diminuição da atividade da tireóide e assim por diante. A falta de fósforo leva a uma deterioração do apetite e a manifestação dos mesmos sintomas da deficiência de cálcio. O excesso de fósforo pode causar danos nos rins. A deficiência de zinco leva à perda de peso, retardo de crescimento, queda de cabelo, dermatite escamosa, má cicatrização de feridas e assim por diante. O excesso leva a uma deficiência de cálcio e cobre, o que é muito importante para manter o fígado saudável.

É por isso que veterinários e treinadores de cães recomendam a escolha de uma dieta equilibrada e pronta sobre uma mesa.Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

Oportunidades de economia

Alguns proprietários tendem a cozinhar sua própria comida para seus animais. Mesmo que eles consigam criar um prato que leve em consideração todas as necessidades do animal, esses esforços levarão a um desperdício significativo de tempo e dinheiro.

Por exemplo, mesmo quando o cozimento não leva mais de 30 minutos por dia, 1825 horas ou 2,5 meses gastos no fogão estão em funcionamento há 10 anos. A proporção de dinheiro gasto por dia em alimentos cozidos automaticamente e em ração industrial pode ser a seguinte: 100 rublos para o primeiro, 17–19 rublos para o segundo. Ou seja, o custo de manter um animal por um mês aumenta em pelo menos 2.430 rublos.

Assim, verifica-se que o alimento acabado não apenas fornece ao animal nutrição nutritiva, mas também ajuda seu proprietário a economizar tempo e dinheiro.

Como ensinar um filhote a ir a uma fralda?

Treinar um cão para uma fralda é um processo longo e trabalhoso que requer paciência do proprietário. Mas, em troca, você terá limpeza em casa e um animal de estimação bem-educado. Como conseguir isso?

É necessário acostumar um cão a uma fralda na infância, até que seja vacinado e não possa passear. Alguns criadores doam filhotes já treinados, no entanto, se você não tiver tanta sorte, resolver esse problema não é tão difícil.

  1. Escolha o quarto em que o banheiro estará localizadoAssim que o filhote aparecer em sua casa, você precisa escolher o quarto em que o banheiro dele ficará localizado. Na maioria das vezes, é uma cozinha ou um hall de entrada. A primeira vez que você treina um cachorro, é melhor limitar seu movimento a esse espaço. Isso pode ser feito com a ajuda de divisórias de 40 a 50 cm de altura, que não representam uma barreira para os membros da família, mas são um obstáculo para o filhote.
  2. Remova qualquer coisa que o filhote possa gostarEsta categoria inclui tapetes, tapetes, panos – todas as coisas macias, porque são ideais para o papel do banheiro na visão do filhote.Lembre-se: depois de ir ao tapete, o cão repetirá várias vezes.
  3. Limite o espaço do banheiro gradualmenteDepois que a sala é selecionada, é necessário marcar o local do banheiro para o cão. Geralmente, esse é um processo longo, mas com paciência, você pode fazê-lo.A primeira opção envolve o uso de fraldas. Espalhe-os por toda a sala. Percebendo que o filhote foi a uma das fraldas, mude-o para o local onde o banheiro deveria estar. Deixe-a deitar lá até a próxima vez. Se o filhote novamente se afastar deste lugar, pegue a fralda suja novamente e coloque-a novamente no lugar do vaso sanitário. Assim, todos os dias você denota esse espaço pelo cheiro.Ao mesmo tempo, você precisa remover as fraldas, que sempre ficam limpas. Você precisa começar com aqueles que estão localizados longe do banheiro. Cuidado: se o filhote foi ao chão, coloque novamente a fralda neste local.O segundo método não envolve o uso de um grande número de fraldas. Você pode colocar um – onde o banheiro estará. Cada vez que o filhote come ou acorda, leve-o para a fralda.

Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

O que procurar

  • Meios especiais. As lojas veterinárias vendem uma variedade de produtos que o ajudarão a ensinar seu filhote a usar o banheiro. Eles são divididos em duas categorias: os primeiros são atraídos para o local do vaso sanitário, os segundos se assustam com os que foram selecionados sem sucesso.
  • Incentivo e censura. Se o filhote foi à fralda, elogie-o e dê um presente. Se ele errou, você não deve repreender, muito menos dar um tapa em um cachorro. Os filhotes são extremamente suscetíveis desde tenra idade, e seu tom estrito será suficiente.Além disso, se você mais tarde notou uma poça, repreender um filhote de cachorro não faz sentido. Na melhor das hipóteses, o cão não entenderá por que você está com raiva e, na pior das hipóteses, decidirá que a “evidência” deve ser ocultada.

De fato, o problema de acostumar um cão a uma fralda em um grau ou outro é enfrentado por todos os proprietários. Mesmo que o criador acostume seu animal de estimação, na nova casa o cão provavelmente ficará confuso e levará tempo para se acostumar. Não se desespere, neste assunto, como em nenhum outro, a paciência é importante.

Como as rações prontas para filhotes são úteis?

As necessidades dos animais em crescimento diferem acentuadamente das necessidades dos cães adultos. Para fornecer ao filhote tudo o que é necessário e na proporção certa, é importante dar ao animal dietas especiais adequadas à sua idade. Mas o que está incluído em sua composição e por que eles são úteis?

cachorro comendo petisco
cachorro comendo petisco

Proteínas e Aminoácidos

A proteína é um material de construção para os músculos. Mas com isso, o animal deve receber certos aminoácidos, que são cruciais em uma idade jovem.No total, existem 12 aminoácidos essenciais que devem fazer parte de qualquer alimento, já que o corpo do cão não os produz.

Isso, em particular, a lisina – está envolvida na formação de novos tecidos, e sua falta leva a uma desaceleração do crescimento e uma diminuição do apetite. Triptofano – sua deficiência pode provocar perda de peso e o animal se recusa a comer. Metionina e cisteína – se houver escassez delas, o animal corre o risco de ter problemas com os cabelos – perda de cabelo, fragilidade e lentidão no crescimento.

Gorduras e ácidos graxos

As gorduras são um verdadeiro armazém de calorias: há duas vezes mais calorias em gorduras do que em proteínas e carboidratos. Por sua vez, os ácidos graxos são uma fonte de nutrientes igualmente importantes especificamente para os filhotes.

Assim, a família de ácidos graxos ômega-3 (ácido docosahexaenóico) é necessária para o desenvolvimento normal do cérebro e do sistema nervoso em cães antes do nascimento, imediatamente após e até a maturidade.

Os ácidos graxos da família Omega-6 não podem ser dispensados ​​se você precisar manter uma pele e um pêlo saudáveis.

Minerais

Cálcio e fósforo estão ativamente envolvidos na formação de ossos e dentes. Seu excesso ou deficiência leva ao desenvolvimento esquelético prejudicado, que geralmente causa sintoma de dor.

O zinco está envolvido no metabolismo das proteínas e é fundamental para a saúde da pele. A falta desse mineral afeta o crescimento do filhote, provoca o aparecimento de problemas de pele, afeta negativamente a condição das almofadas das patas do animal.

O ferro é importante para a qualidade do sangue – sintetiza hemoglobina e mioglobina que transportam oxigênio. E isso não é todas as funções do ferro. Sua deficiência leva ao fato de que os filhotes crescem lentamente, são lentos, fracos e sofrem de diarréia.

Vitaminas

Aqui, duas letras são extremamente importantes para os bebês – A e D. A vitamina A é uma visão saudável, excelente audição, boa dinâmica de crescimento. D são ossos saudáveis.

Se a vitamina A é deficiente, pode causar deficiência visual, funções reprodutivas, pele seca e patologia pulmonar. O animal se tornará mais suscetível a infecções. A falta de vitamina D pode causar raquitismo, perda de peso e amolecimento dos ossos. E isso levará a dores nos músculos e articulações, fraturas.Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

Água

Juntamente com a comida, o animal deve receber o líquido na quantidade necessária.

Se, antes de mudar para alimentos sólidos, ele o recebeu com o leite de sua mãe, ele precisa garantir acesso livre e constante à água potável.

Como alimentar um filhote recém-nascido?

Acontece que após o nascimento dos filhotes, o cão se recusa a alimentá-los, às vezes não tem leite e acontece que a mãe morre. O que fazer com os filhotes para evitar a morte? Alimentar um deles é bastante difícil e cansativo, mas, se bem feito, ele se tornará um cão saudável e completo.

Encontre uma mãe adotiva

Se os filhotes não puderem ser alimentados por sua própria mãe, tente encontrar uma recepção para eles, que também deu à luz recentemente. Para que ela não os rejeite e a reconheça, você pode recorrer a truques. Por exemplo, tente esfregar os filhotes com a roupa de cama desse cachorro para dar um cheiro familiar. Ou ungi-os levemente com o leite materno. Se nenhum desses truques funcionar, você precisará pegar os filhotes de outra pessoa e alguns parentes. Quando eles começarem a reclamar, devolva-os ao cachorro todos juntos. Mas, mesmo depois disso, ela não deixa outros filhotes entrarem em sua casa, uma pessoa terá que alimentá-los.

Local adequado

O filhote (ou filhotes) precisa organizar um lugar confortável e acolhedor na sala, sem correntes de ar, onde estará nas primeiras semanas de sua vida. Para uma cama, por exemplo, você pode usar uma caixa ou uma cesta de vime. São colocadas fraldas lá, que devem ser trocadas regularmente, pois geralmente a mãe mantém a limpeza lambendo a prole e, sem ela, o bebê mancha a maca. Na cama, coloque uma almofada de aquecimento ou uma garrafa de água quente, enrolando uma toalha para que o filhote não queime. E troque a água assim que esfriar. Assim, será possível imitar o calor da mãe.

Prepare acessórios de alimentação

Você pode alimentar o filhote com uma pipeta, mas assim o reflexo de sucção não se desenvolve, pois o próprio leite cairá na boca. É indesejável alimentar o filhote com uma seringa, pois isso aumenta o risco de aspiração da massa de ração e, como resultado, pode ocorrer broncopneumonia por aspiração. Portanto, é melhor usar uma garrafa especial de uma loja de animais ou de um viveiro comum.Para que o filhote não cuspa o mamilo, ele deve ser umedecido com leite e adicionar uma ou duas gotas na língua.

Uma boa ração

Se não houver comida adequada para o filhote em casa, para começar, você pode dar a ele um pouco de água fervida com glicose. Porém, para uma alimentação completa, é melhor usar uma mistura especial para filhotes, que é vendida em uma loja de animais, mas é recomendável que você consulte um veterinário para encontrar a correta. Ele também será capaz de dizer quanta comida o animal deve comer de uma só vez (a quantidade depende da raça) e recomendar vitaminas.

Observe o modo

Nos primeiros 7 a 10 dias, o filhote deve ser alimentado a cada 3-4 horas, dia e noite. Obviamente, esse horário de alimentação é muito tedioso, mas não pode ser quebrado, principalmente se o animal estiver dolorido e enfraquecido; caso contrário, ele crescerá e se desenvolverá mal.

Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

Escolha a posição correta para alimentar

A posição correta ao se alimentar é muito importante para que o filhote não engasgue ou engasgue. É melhor colocar a barriga de estimação de joelhos e levantar um pouco a cara – in vivo, ela come dessa maneira.

Se as bolhas da mistura saírem do nariz, o orifício no mamilo é muito grande – ele precisa ser substituído. Além disso, você precisa observar a rapidez com que o filhote come: se ele começar a chupar avidamente, faça pequenas pausas para lhe dar a oportunidade de recuperar o fôlego. Depois de comer o filhote, você deve segurá-lo um pouco na vertical para que o ar que entre com a comida saia. E então você precisa massagear o abdômen, orifícios urogenitais e anais, pois nas primeiras semanas de vida, os filhotes não conseguem ir ao banheiro por conta própria.

WEIMARANER deitado
WEIMARANER deitado

Com a alimentação artificial, é necessário medir a temperatura corporal do filhote antes de cada alimentação. Deve ser de pelo menos 35,5; caso contrário, os alimentos não serão digeridos, como resultado da qual pode ocorrer obstrução dinâmica do trato gastrointestinal.

Quantas vezes por dia para alimentar um filhote?

O filhote cresce 12 vezes mais rápido que a criança e, portanto, precisa de uma dieta especial. Além disso, o último deve ser alterado ao longo do tempo. A regra geral aqui é a seguinte: quanto mais velho o animal se torna, menos frequentemente ele precisa ser alimentado. Então, qual modo é ideal em uma idade ou outra?

Até 3 semanas

As duas primeiras décadas da vida do filhote não precisam se preocupar com comida. Neste momento, o animal de estimação é completamente dependente da mãe. O leite dela é tudo o que ele precisa desde o momento do nascimento até as 3 semanas de idade. Ajuda o filhote a se adaptar de maneira ideal às condições do mundo, cria os pré-requisitos para o crescimento e desenvolvimento normais.

A propósito, o leite para cães é mais rico que o leite de vaca: contém 8,1% de proteína e 9,8% de gordura. Na vaca, respectivamente, 3,3% e 3,8%.

3 a 8 semanas

Durante esse período, os filhotes não têm mais valor nutricional suficiente para o leite materno, passam a interessar-se por alimentos sólidos. Então chega a hora da primeira alimentação, quando o proprietário deve fornecer ao animal acesso gratuito a novos alimentos para ele.Recomenda-se que filhotes de 3-4 semanas de idade dêem 3-4 pellets de alimentos secos embebidos em água 3-4 vezes ao dia.

Eles devem ser oferecidos antes do acesso ao leite materno.

No final deste período, os filhotes são melhor alimentados na ausência de uma mãe. Então eles gradualmente abandonam o hábito de sugar leite e mudam completamente para as dietas destinadas a eles.

8 semanas a 4 meses

Agora que os filhotes comem independentemente da mãe, têm direito a um regime diferente. O alimento para o corpo em crescimento durante esse período é administrado a cada 4 horas durante o dia de 16 horas, e o filhote deve receber a primeira porção de manhã cedo.

10 semanas após a introdução deste regime, o número de refeições deve ser reduzido para 3 vezes ao dia.

4 a 6 meses

Neste momento, o filhote cresce como nenhuma criança sonhava. Se uma pessoa com 5 meses pesa em média 8 kg, que é um pouco mais que um décimo do peso adulto, então, por exemplo, um Labrador Retriever – 25 kg, ou três quartos do peso de um cachorro já adulto.

Consequentemente, um filhote requer um número maior de calorias para manter o crescimento – 1,2 vezes mais que um cão adulto. Ao mesmo tempo, deve ser alimentado com um regime anti-obesidade – 2 vezes ao dia.Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

Após 6 meses

E agora o filhote é quase um adulto. Nesse caso, ele precisa comer de acordo com a idade – de 1 a 2 refeições por dia.

Note-se que todas as opções acima são recomendações gerais. Mudar a dieta é permitido dependendo das características individuais do animal. Mas de forma alguma independente – o veterinário sempre dará conselhos competentes sobre esse assunto.

Como domar um filhote de cachorro?

A aparência de um filhote de cachorro em casa é sempre um evento alegre. Mas, para que ele se torne um cão saudável e agradável no futuro, ele precisa ser domado. Uma boa educação de um cão é uma garantia de compreensão e respeito mútuos.

Pinscher Miniatura deitado

Regras principais

Os filhotes não são brinquedos divertidos que executam comandos sob demanda. São como crianças: também precisam de uma explicação clara e repetidas repetições, não aceitam crueldade e freqüentemente cometem erros. Antes de levar seu animal de estimação para sua casa, certifique-se de:

  • Tenha paciência suficiente;
  • Não há tempo limitado para comunicação completa com o filhote;
  • Pronto para mostrar perseverança e não desistir;
  • Você será afetuoso, atencioso e o cercará com seu amor, mesmo que ele não entenda imediatamente o que você quer dele.

Domar um filhote deve ficar sem um chicote. Ao contrário das crianças, os cães geralmente não entendem por que os espancam e por que gritam com eles. A assimilação de novo material para eles ocorre através de repetições repetidas, levando as equipes ao nível de um reflexo, e não através da conscientização da necessidade de obedecer ou se comportar bem (“bom” apenas para os padrões de uma pessoa).

Como domar um pequeno filhote

O processo de domar consiste no estabelecimento correto do contato com o filhote e em regras simples que o proprietário deve explicar a ele. O grau de complexidade desse processo depende inteiramente do caráter do bebê, da obstinação e do raciocínio rápido de sua raça. A principal condição para uma educação bem-sucedida (isso se aplica a absolutamente todos os cães) é iniciar o processo de domar desde os primeiros dias após o aparecimento do bebê em casa. Claro, se ele tiver pelo menos 2 meses de idade.

Ensinar um apelido ao seu cachorro

Para fazer isso, você precisa conversar com o cachorro, sempre chamando-o pelo nome. Ao pronunciar, apelidos de entonação devem ser alegres, pois os cães são suscetíveis a alterações de voz. Também é importante olhar nos olhos do animal de estimação para que ele comece a se associar ao seu apelido. O resultado não será visível imediatamente (pode demorar um mês), mas com o tempo o filhote se acostumará com o nome dele.

Pinscher Miniatura prestando atencao
Pinscher Miniatura prestando atencao

O comando não é

É importante, desde a infância, treinar um cão para que ele pare de se comportar de maneira indesejável. Por isso, ela nunca deve ser espancada ou gritada com ela. Além disso, não chame um animal de estimação pelo apelido: ele não deve causar emoções negativas. Em uma voz formidável, o comando “não” ou “fu” deve ser pronunciado várias vezes. Com o tempo, o filhote vai entender como se comportar.

Por exemplo, se um filhote de cachorro mastiga móveis ou chinelos, diga a ele estritamente “não” e leve esse item embora ou leve o filhote para outro lugar. Dê a ele um brinquedo em troca e dedique algum tempo ao jogo. Esse comportamento do animal de estimação pode ser associado a uma mudança de dentes e a uma falta de atenção banal.

SHIH TZU andando
SHIH TZU andando

Atitude alimentar

No processo de domar um cachorro, é muito importante não alimentar a comida da mesa e não deixar comer algo que caiu no chão. A comida humana pode prejudicar um cachorro . Os feeds modernos são ideais para animais de estimação. O filhote deve entender que só pode comer da tigela e das mãos do dono e de outros membros da família. Isso o ensinará a não levar guloseimas de estranhos na rua, a não pegar o que está no chão e pode ser perigoso.Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

Caminhadas

Quando o filhote começa a sair com uma trela, é importante ensiná-lo a andar por perto. Para fazer isso, ele precisa ser puxado (mas não agressivamente) quando corre para a frente ou para. Nesse caso, você precisa repetir o comando “próximo a”.

Se você duvida que pode pacientemente, sem agressão, treinar um filhote, recomendamos que você trabalhe sozinho antes de iniciar um animal de estimação ou pense em adquirir um cão adulto bem-educado.

Como desmamar um filhote e dar ração?

Com 3-4 semanas de idade, o filhote começa a mostrar interesse em um novo alimento para ele, pois a partir desse momento o leite da mãe perde gradualmente seu valor nutricional. Algumas regras simples ajudarão a transferir o animal de estimação para dietas prontas que promovam o crescimento e o desenvolvimento harmoniosos do cão.

Quando

Os filhotes se alimentam de leite materno até atingirem 6 a 8 semanas de idade. Mas se nos primeiros vinte dias de vida, o leite desempenha um papel excepcional na nutrição dos bebês, então seu valor diminui.A primeira atração para filhotes deve ser organizada em 3-4 semanas, quando os próprios animais começarem a procurar novas fontes de nutrição.

Como

3-4 vezes ao dia, o filhote deve receber várias pastilhas de alimento seco embebido em água morna para facilitar a ingestão. Novos alimentos devem ser oferecidos antes da amamentação. Nos primeiros dias de alimentação, é especialmente importante que as porções sejam pequenas – para que os alimentos sejam absorvidos mais facilmente pelo sistema digestivo. A transição completa para dietas prontas termina com 6 a 8 semanas de idade.Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

Qual ração

Quase todos os principais fabricantes têm em sua linha de produtos alimentos adequados para o filhote durante o período de desmame do leite materno, por exemplo, Eukanuba, Acana, Pro Plan e Science Plan têm essas dietas. A Pedigree desenvolveu a dieta First Lure para filhotes de todas as raças desde três semanas. Contém todos os nutrientes necessários. São cálcio, fósforo, vitamina D3 e glucosamina para a formação adequada do sistema músculo-esquelético; antioxidantes para a imunidade, um complexo especial para manter a pele e o pelo saudáveis.

Independentemente de qual fabricante você preferir, a regra de ouro é uma: ao transferir para novos alimentos, o animal deve receber apenas dietas especialmente projetadas para filhotes.

Como treinar um filhote para usar coleira

A coleira é talvez a principal marca registrada de um cão doméstico. Para acostumar seu animal de estimação a este acessório, ele deve ser jovem. E você precisa fazer isso para que o filhote não trate a coleira como um jugo.

Gradualmente

A princípio, qualquer filhote percebe uma coleira como um dispositivo incompreensível, por algum motivo usado no pescoço. Portanto, ele pode resistir ao desejo do proprietário de se desfazer. As primeiras tentativas de colocar uma coleira devem ser feitas durante os jogos com o animal de estimação. As manipulações devem ser realizadas da maneira mais discreta possível, para não causar irritação ou sensação de ansiedade no filhote. É importante realizar essas aulas várias vezes ao dia.

Pastor Alemão na coleira
Pastor Alemão na coleira

Ordenadamente

Para que o colar não cause associações desagradáveis ​​no cão, ele não deve sentir dor ou inconveniência ao vestir ou usá-lo. Não aperte o dispositivo com muita força – dois dedos devem passar livremente entre o pescoço e a gola. Além disso, o colar não deve ser muito pesado. É possível distrair o filhote da atenção excessiva à coleira com a ajuda de brinquedos ou guloseimas. Também ajudará o animal a se adaptar.

Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

Direito

É necessário prestar atenção ao material a partir do qual a gola é feita. A melhor opção é couro genuíno e equipado com um forro macio. Este último é especialmente importante para cães de pêlo liso, porque superfícies duras podem causar irritação na pele por atrito. Uma boa coleira também é equipada com um anel para prender a trela , com o qual o filhote também precisa se encontrar.

Treinamento e educação primária de um filhote

De quão oportuna e correta você se aproxima da criação de um filhote, seu desenvolvimento, comportamento e sua compreensão com ele dependem. Muitas pessoas pensam que é necessário começar a criar e treinar um cão após os 7-8 meses de idade, e antes dessa idade basta passear com o cachorro, ensiná-lo a casa, a rua e não forçar o filhote com vários exercícios de treinamento. Esta opinião é errada. É necessário iniciar o treinamento e, em geral, criar um filhote desde o primeiro dia em que um cachorro aparece em casa.

Por onde começar?

Primeiro de tudo, escolha um apelido para um cachorro e ensine seu animal de estimação a responder a esse nome e sua voz. Você não deve atribuir apelidos longos a um filhote de cachorro difíceis de pronunciar. É melhor escolher uma versão mais curta e mais sonora, fácil de pronunciar e compreensível para o seu cão. É fácil acostumar um filhote a um apelido – basta chamar o nome dele a cada tratamento e reforçar essa ação com um tratamento, carinho ou brincadeira. Com o tempo, o apelido se tornará um sinal condicional para o cão ao qual ele responderá, prestando atenção àquele que o pronuncia.

Ensine a higiene do seu cachorro

A primeira vez que andar com um filhote é indesejável. Recomenda-se ficar em casa até o final dos procedimentos de vacinação, portanto, nesse momento, marque o filhote como um local para enviar necessidades naturais. Pode ser uma fralda absorvente, uma toalha velha ou uma bandeja. Você precisa colocá-los perto da porta da frente. Ao acordar, brincar ou comer um filhote, empurre-o para este local ou leve-o em suas mãos. Aguarde o filhote fazer seu trabalho e, em um dia, não troque a fralda nem lave a bandeja. O cheiro atrairá o filhote da próxima vez, o que permitirá que ele se acostume rapidamente a ir ao banheiro em um só lugar.

Assim que o filhote for passear, a bandeja ou a fralda precisa ser removida. É aconselhável levar o filhote para passear o mais rápido possível. Então ele rapidamente se acostuma a ir ao banheiro apenas na rua.

Ensine seu cachorro a um lugar

Como local do filhote, você pode escolher uma roupa de cama, um pequeno colchão macio, uma cama, uma cabine macia, uma gaiola ou um recipiente. A principal condição para a escolha é o conforto e conveniência do animal de estimação.

Coloque o local para o filhote em um canto aconchegante da casa ou apartamento, ele não deve estar na cozinha, nem no corredor e longe de dispositivos de aquecimento. Cada vez, levando o filhote para um lugar ou enviando-o para lá, reforça suas ações com um deleite e palavras doces. Se o filhote descansar em outros lugares da sua casa, leve-o com cuidado para um lugar, acaricie e diga algumas palavras gentis.

Um lugar para um cachorro é sua pequena casa, na qual ela deve estar calma, confortável e segura. É para a percepção de um cão como esse que devemos nos esforçar.Nunca castigue um cão enviando-o em seu lugar, muito menos castigue e não perturbe um cachorro quando ele estiver em seu lugar.

Não faça mendigo com um cachorro

Muitos filhotes começam a implorar de maneira bastante ativa quando membros da família ou o dono tomam comida. Nunca, e sob nenhuma circunstância, alimente seu filhote perto ou perto da mesa. Não faça você mesmo e não deixe ninguém fazer isso. É suficiente tratar o cachorro apenas uma vez com algo da mesa durante o café da manhã, almoço ou jantar, e você receberá um cão mendigo que não apenas olhará para você com olhos tristes e babará à mesa, mas também verificará o que resta nele quando você sai da cozinha.

Não provoque o cão a comportamento destrutivo

Muitos filhotes se divertem usando os sapatos do dono e de outros membros da família como brinquedos. Eles experimentam móveis, fios elétricos, cortinas, examinam o conteúdo da lata e vasos de flores. Tudo isso acontece devido ao fato de o filhote precisar de brincadeiras e ações ativas para o desenvolvimento. Os filhotes são essencialmente pesquisadores e, como regra, eles realmente gostam de experimentar todos os objetos de seu interesse até os dentes.

  • Eleve os fios caídos no chão a uma altura inacessível ao filhote;
  • Coloque sapatos de interior e de exterior nos armários. Se o filhote estiver interessado em cortinas, levante-o por um tempo até o peitoril da janela;
  • Forneça brinquedos ao cachorro e participe ativamente do jogo;
  • Se o filhote já puder andar, certifique-se de que o passeio não seja um passeio lento, mas que ocorra com boa dinâmica e com atividade física doseada. Cansado após uma caminhada, o filhote come e descansa com apetite, ganhando força. Com este regime, ele não terá tempo e energia para o hooliganismo.

Não deixe o filhote se tornar um líder

  • O filhote morde ativamente as mãos, enquanto mostra agressão simulada (rosna, fica bravo, não responde à proibição);
  • Ele ocupa um lugar em uma cama, sofá ou cadeira e, quando você tenta mandá-lo para o lugar dele, ele resiste;
  • Não responde à proibição e tenta subir na mesa em busca de comida;
  • Ele resiste ativamente e tenta morder ao examinar as orelhas, os dentes, esfregar as patas e pentear;
  • Ele rosna e guarda sua comida, não permite levar uma tigela nas mãos;
  • O filhote procura fugir de sua casa ou apartamento antes de você, ignorando as proibições;
  • Ele está ativamente tentando impor comunicação a você, impede que você descanse, incansavelmente enfia, late e não responde aos comandos;
  • Ele se comporta excessivamente por conta própria para passear, não se aproxima do comando “Para mim”, foge.

Sua tarefa é privar o filhote dos atributos do líder e tentar fazê-lo perceber você como líder e obedecer implicitamente. Somente sob tais condições o comportamento dominante pode ser interrompido e os problemas de criar e treinar seu cão no futuro podem ser eliminados.Inscreva-se para receber dicas personalizadas sobre cuidados com animais de estimaçãoInscrever-se

O que fazer

  1. Quando um filhote tentar morder sua mão, diga em voz alta: “Não”, “Você não pode”, “Pare”, “Então”, “Que vergonha” (existem muitas opções) – e dê um tapa na cara do filhote. Ao tentar retomar a mordida, repita o tapa, mas com mais força. Assim que o filhote interrompe ações indesejadas, faça pet, dê um presente, brinque com ele.
  2. Conduza o filhote para fora daqueles lugares onde o proprietário e os membros de sua família devem descansar tão bruscamente e com um trovão na voz. Sinta-se à vontade para dar um tapa no papa com um pano ou toalha molhada. Não haverá ferimentos, mas haverá desconforto. Envie o filhote com uma voz calma para o local, incentive-o com um deleite, derrame e elogio com uma voz suave.
  3. Certifique-se de que o filhote permita que você se examine com calma e sem resistência. Você pode começar simplesmente tocando o cachorro e tratando-se com um petisco. Gradualmente, o procedimento deve ser complicado adicionando um exame das orelhas, garras, dentes. Cada vez, incentive o filhote a ser um deleite se ele estiver calmo e não resistir. Com resistência ativa, quando nem a persuasão nem a delicadeza ajudam, agarre o filhote pela cernelha e agite bem, depois continue o procedimento de exame e certifique-se de incentivar um comportamento calmo e submisso.
  4. Não alimente o filhote fora da mesa.
  5. Não deixe que ele tenha a menor manifestação de agressão enquanto come. No momento da alimentação, fique perto do filhote. Remova os alimentos da tigela e coloque-os novamente na tigela (a alimentação com alimentos preparados permite fazer isso várias vezes). Ensine ao seu filhote uma breve exposição antes de permitir que ele vá a uma tigela de comida. Para fazer isso, antes de colocar uma tigela de comida, dê o comando “Sentar” e, após uma breve pausa, permita que o filhote coma. Que todos os membros da família o alimentem alternadamente – de crianças a idosos. Ao tentar rosnar um filhote, não tenha vergonha e não demonstre medo, porque este é apenas um filhote e não pode causar ferimentos graves. Seu comportamento confiante sempre deixará o cão saber quem é o dono da situação.
  6. Indo para uma caminhada, não deixe o filhote sair pela porta, contenha-o com uma trela e com um comando agudo “Próximo”. Ensine seu filhote a passear de maneira disciplinada; para isso, mostre força de caráter e, se necessário, força.
  7. Ao tentar impor uma comunicação a você, não ceda à provocação, não reaja às ações do filhote por algum tempo.Às vezes, a indiferença e a falta de reação são a melhor maneira de evitar a provocação do cão.Com um comportamento muito intrusivo, convide o filhote a executar algum comando e envie-o para o local, tendo-o encorajado anteriormente. O comportamento obsessivo também pode ser suprimido pela proibição, afastando o cão de si mesmo ou fazendo com que seja um pouco, mas desagradável. O cão deve conectar esse problema vindo de você com seu comportamento obsessivo. A partir de agora, ela pensará bem antes de decidir impedi-lo de fazer seus negócios.
  8. Desde os primeiros dias de caminhada com o filhote, trabalhe com a equipe “To Me” e estabeleça o relacionamento certo com ele. Comunique-se com o filhote em uma caminhada, ofereça um jogo, monitore cuidadosamente o comportamento do filhote e corrija-o a tempo.
    Isso ajudará você a adquirir os conhecimentos e habilidades necessários, que no futuro ajudarão a estabelecer o contato certo com o cão e a educá-lo corretamente. Nesse caso, o filhote adquirirá experiência na comunicação com outros cães e receberá as habilidades necessárias para o comportamento social e a obediência adequados.

Quando o filhote tiver 4 meses, faça o curso de treinamento educacional na escola de cães ou no campo de treinamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *